Resenhas:

Resenha de O Testamento - Josh Grisham



Oiii gente!Como vocês estão?
Hoje trago para vocês a resenha do livro O Testamento de Josh Grisham. Li este livro há um tempo, mas ainda não havia feito a resenha.
Querem saber minha opinião sobre o livro?
Venham ler!




SOBRE O LIVRO: Pantanal mato-grossense é cenário na trama do escritor americano. O que você faria se fosse herdeiro de onze bilhões de dólares? Uma boa pergunta que tem uma eletrizante resposta em O Testamento, o novo romance de John Grisham. O autor desenvolve a história da família Phelan : do patriarca, Troy Phelan, a seus estranhos herdeiros. Depois de escrever seu último testamento, o bilionário se suicida, iniciando uma batalha onde faltam alcatéias de advogados, repórteres e uma família destroçada pela ambição e pelo dinheiro. No centro da trama está Nate O Riley, advogado, alcoólatra, que tem de mergulhar em outra selva, o pantanal Mato-grossense, e encontrar o verdadeiro destino da fortuna de Troy Phelan. Contraponto genialmente os canyons de concreto das grandes cidades aos alagados do rio Paraguai, John Grisham nos leva a dois mundos diferentes, cada qual com seus perigos e belezas. Mais do que uma história feita de artimanhas jurídicas e bizarros personagens, O testamento é uma trajetória de um homem em busca de valores mais permanentes do que a embriaguez do poder. John Grisham escreveu este romance após uma longa estada no Pantanal Mato-grossense, quando esteve em contato com missionários religiosos americanos e com a vida selvagem daquela região. "Espero não ter descrito o Pantanal como um enorme pântano repleto de perigos. Não é. É uma preciosidade ecológica que atrai muitos turistas e todos sobrevivem" escreveu Grisham. Além dos incríveis panoramas da vida natural que desenha em seu livro, o escritor retrata, com muito humor, aspectos típicos da vida do brasileiro. No capítulo 38, por exemplo, ele explica o que é o despachante: "É parte essencial da vida no Brasil. É o homem que facilita tudo. Num País onde a burocracia é antiquada e lenta, o despachante é o homem que conhece os funcionários da prefeitura, dos tribunais, os agentes da alfândega". O Brasil também esteve presente em outros de seus livros, como O Sócio, no qual um americano tenta fugir de seus perseguidores em Ponta Porã.


Como todas as histórias do John Grisham, esta também é sobre um caso advocatício. Desta vez um dos homens mais ricos do mundo se mata, deixando todo seu dinheiro para uma filha bastarda, da qual nenhum dos seus outros filhos de seus 3 casamentos tem conhecimento. Seus filhos, gananciosos, estúpidos e mimados, entram na justiça tentando provar que seu pai era insano e assim anular o testamento e ficar com todo dinheiro  O advogado do seu pai, um homem honesto, convence um de seus sócios a ir para o Pantanal Mato Grossense afim de achar essa filha bastarda, uma missionária que vive entre os índios.
Paralelo a esta história, há a narração da vida de Nate O'Riley, um advogado que ganhou fama com processos contra médicos, mas que possui valores deturpados, é viciado em bebida e cocaína e tenta há muitos anos se manter "limpo". É interessante ver sua trajetória para tentar se recuperar e dar a volta por cima. Apenas a fé, não só em Deus, mas também a fé que a missionária deposita nele, é capaz de cura-lo.
No entanto, achei a história um tanto deprimente. Falta carisma nos personagens, não consegui sentir empatia por nenhum deles. Todos são degradantes, desde o bilionário que se mata sem nenhuma explicação até o próprio Riley, que destruiu sua família por causa do vício. Ao meu ver, esse livro é com ler um caso jurídico: Seco, sem emoção. 
Também me incomodou a forma como o autor descreve o Brasil: Como se fossemos todos sem civilização,esperando atrás da árvore para enchê-los de flechadas. Mesmo que assim fossemos, não dá o direito de debochar de outro País. Muito embora depois ele se retrate, já tinha perdido o interesse pela história e depois não creio que ele faça jus a verdadeira beleza do Pantanal.
Achei uma história pobre, até mesmo sem fundamento. Este é o segundo livro que leio do autor e assim como o primeiro, este livro não me empolgou em nada. Muito pelo contrário, está na lista dos piores que já li.
O texto é repetitivo e mal trabalhado. Só terminei de lê-lo porque tenho por hábito terminar todas as leituras que iniciei. Considero esta uma história mais feita, facilmente esquecível e sem nada que realmente possa elogiar.

CLASSIFICAÇÃO: 


Título: O Testamento
Título Original: The Testament
Autor: John Grisham
Editora: Rocco
Páginas: 438
Ano: 1999
Tradutor: Aulyde Soares Rodrigues 
Gênero: Aventura
Saiba mais: Skoob
Onde Comprar Livros: 



2 comentários:

Esse espaço é seu!
Deixe seu comentário e não esqueça de deixar o endereço de seu blog, para que eu possa dar uma espiadinha!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...